A casa de aço

-

As pessoas mais antigas, já na faixa dos 40 ou 50 anos, devem se lembrar da tradicional abertura dos desenhos do Super-Homem quando o personagem surgia voando no céu e o narrador perguntava se era um pássaro ou avião e terminava com uma das frases mais populares de então: não, é o Super-Homem.

Na época, os criadores do desenho do homem de aço não tiveram imaginação suficiente para prever o que aconteceria no futuro. Se tivessem tido essa visão, talvez o mais famoso personagem das histórias em quadrinhos e dos desenhos animados já naquele tempo teria uma casa de aço.
Até a muito pouco tempo relegadas a empreendimentos comerciais e eventualmente para cobertura de garagens nas residências, as estruturas metálicas inspiraram uma série de arquitetos a tê-las como base em seus projetos desenvolvendo, literalmente, casas de aço, onde a matéria-prima é a protagonista de construções seguras, mais rápidas e mais limpas, se comparadas com os tradicionais canteiros de obras, que ainda se utilizam apenas dos materiais de construção comuns.

Tubos metálicos ganham papel de protagonista nas novas construções

Na época do lançamento do Super-Homem, o aço era relegado, nas casas, a um papel secundário. Seus tubos serviam apenas para conduzir água e proteger a rede elétrica, por exemplo. Com o tempo, o material acabou sendo substituído nessas funções pelos tubos de PVC e ganhou um papel de figurante nas obras.

Porém, sua versatilidade vem fazendo com que os engenheiros e arquitetos o coloquem como ator principal. Essa tendência já está consolidada nos países mais desenvolvidos e tem conquistado adeptos no Brasil.
Um dos grandes trunfos do aço é permitir que as paredes sejam mais finas que aquelas que são construídas com materiais tradicionais. Isso acontece pelo fato de os tubos produzidos a partir do metal e do carbono terem capacidade de suportar grande quantidade de pesos e, ainda assim, serem finos.

Mais conforto com design inovador

Com uma grossura menor das paredes, as casas ficam com maior área útil. Isso não apenas assegura aos seus moradores mais conforto, mas também dá aos criadores de projetos mais espaço para que possam colocar suas ideias no papel e implantar designs inovadores.

O fator térmico também é levado em consideração. Por não absorver calor, o aço deixa o ambiente mais fresco. Isso é muito importante em locais onde a temperatura atinge níveis elevados. Nesse caso, as casas com as estruturas metálicas são capazes de proteger os moradores do calor exterior intenso.

Os engenheiros e também os proprietários dos imóveis se beneficiam ainda do fato de que a casa de aço já chega ao canteiro de obras semi-pronta. A mão de obra especializada é necessária apenas no processo de industrialização do aço.
Velocidade na construção

Já no local de construção, como quase tudo já chega pronto, o número de funcionários a serem contratados acaba sendo menor que nas construções tradicionais e não há necessidade de mão de obra altamente especializada para a realização dos trabalhos.

Esses dois fatores somados reduzem os custos ao mesmo tempo em que aceleram o processo de construção permitindo que os donos dos projetos passem a habitar suas novas casas muito antes que o fariam se tivessem optado pelos projetos tradicionais.