A vez dos tubos de aço estruturais

-

As vantagens oferecidas pelos tubos estruturais aos projetos construtivos em termos de custo e versatilidade explicam o aumento de sua demanda no mercado nacional.

Comparado com o ano passado, o mercado de tubos estruturais encontra-se bastante aquecido, o que pode ser explicado pelo forte aumento da demanda por parte de empreendimentos de infraestrutura e pela crescente industrialização dos processos da construção. “O mercado da construção civil exige maior velocidade de execução dos projetos, antecipação do retorno do capital, precisão de orçamentos e eliminação de desperdícios. Estas demandas são melhor atendidas pela construção em aço e, neste cenário, há bastante espaço para o aumento da construção metálica tubular”, afirma Silas Fernandes, superintendente de vendas de tubos estruturais da V & M do Brasil. Ele destaca a sustentabilidade do aço, uma vez que é um material 100% reciclável: “o aço contido nas edificações pode ser coletado e retornar às usinas siderúrgicas para ser reutilizado, sem perder suas qualidades”.

A V & M do Brasil fabrica, entre outros produtos, tubos estruturais com seções circulares e retangulares utilizando vários tipos de aço, os quais são aplicados na construção civil e no segmento de bens de capital. A empresa atua nesses mercados disponibilizando suporte técnico aos diferentes profissionais envolvidos, desde a concepção do projeto, fabricação e montagem da estrutura. A utilização de componentes tubulares permite modelos estruturais mais leves, com menor quantidade de peças e com menor exposição superficial a intempéries que os outros modelos. Quando adotadas, as seções tubulares permitem a redução dos custos devido ao aumento da rigidez dos modelos estruturais, redução dos custos de manutenção, além de agregar grande benefício estético e proporcionar aumento na durabilidade das estruturas dos edifícios. “Por isso é importante o projeto já ser concebido em estrutura tubular para garantir tais benefícios.

Para tanto, a V & M do Brasil contribui com todo o suporte necessário ao cliente”, completa SiIas Fernandes.

A empresa possui vasta experiência em projetos deste tipo, tendo participado da construção de diversas obras de infraestrutura, tais como: a cobertura do Parque Aquático Maria Lenk, feita para os Jogos Pan-Americanos de 2007; a cobertura do Centro de Convenções Ulysses Guimarães em Brasília; o Expominas, em Belo Horizonte; a ampliação do Aeroporto Santos Dumont, do Aeroporto de Recife e do Aeroporto de Brasília. Tubos estruturais também são aplicados em empreendimentos de transporte, como o metrô do Rio de Janeiro e metrô de São Paulo, além de diversas passarelas urbanas construídas em todo país. “Nossas ações de Marketing e Pesquisa & Desenvolvimento, bem como nossos produtos Premium, contribuem de forma efetiva para alavancar o crescimento da construção metálica no país”, explica Silas Fernandes.

A empresa conta com uma rede de distribuidores autorizados para atender clientes na pronta-entrega e fornece direto ao mercado em alguns casos. “A V & M do Brasil é uma empresa bem estruturada e preparada para atender a expansão da demanda de construções urbanas de nosso país. A capacidade de produção da Usina Barreiro atualmente é de 590 mil toneladas de tubos por ano. Nossa empresa investe continuamente em melhoria de processos, buscando melhorias no atendimento ao mercado, ganhos de produtividade e redução de custos”, completa Silas Fernandes.

A Tubonasa Aços é uma empresa completamente preparada para atender à demanda do mercado ressaltada por Silas, e distribuir todos os tipos de tubos de aço estruturais, em suas mais diversas normas.

Fonte: CBCA – Revista Siderurgia Brasil – Agosto 2010
URL: http://www.cbca-acobrasil.org.br/noticias-ler.php?cod=5061