O que é um tubo Schedule?

-

Quando o assunto é orçamentos e intenções arquitetônicas, não se pode dizer, definitivamente, que o mercado não dispõe de modelos de todos os materiais, tipos, flexibilidades e usabilidade.

É o caso, por exemplo, do versátil tubo Schedule, que tem contribuído com sua graça, resistência e flexibilidade de projetos para compor obras civis e industriais, em especial. Seu uso primordial consiste na condução de fluídos, tanto de ordem gasosa quanto líquida.

A predileção industrial pelo tubo Schedule reside na vantagem que ele oferece, tudo graças à sua capacidade de manter qualquer material que passe por ele nas condições ideais de temperatura – e, também, como dito anteriormente, no estado necessário.

Outra característica que difere o tubo Schedule de tantas outras opções no mercado é a sua própria nomeação, derivada da espessura de sua parede – assim sendo, quanto maior for a espessura, maior será a capacidade da tubulação de suportar temperaturas extremas e altas pressões.

 

schedule

 

Tubos Schedule – Diferentes espessuras

As diferentes espessuras disponíveis no mercado são aplicadas de acordo com a necessidade de cada consumidor e seus respectivos projetos. São fabricados tubos Schedule nas seguintes espessuras: 5, 10, 20, 40, 80, 120, 160 (existem, inclusive, tubos com espessuras ainda maiores: tudo de acordo com a necessidade de cada obra).

É importante ressaltar, também, que outra forma de diferenciar o tubo Schedule fica por conta da sua regulamentação, obrigatoriedade exigida para que os responsáveis pela obra em questão verifiquem as especificações do tubo escolhido para a obra.

 

Tubos Schedule – Qualidade regularizada

Existem duas normas regulatórias, que são mais popularizadas: a ASTM A.53, que legisla toda e qualquer regra para a fabricação de tubos de aço inox e de carbono – ideais para resistir a altos níveis de pressão. A outra norma conhecida é a A 106, que, por sua vez, rege sobre a produção de tubos Schedule resistentes a altas temperaturas.

Por fim, três outras diferenciações colocam o tubo Schedule em evidência, caso empreiteiros e construtores estejam em dúvida sobre qual modelo utilizar, e sob quais condições. São elas:

- Divisão: os tubos Schedule são divididos em dois graus. “A”, os dobráveis; e “B”, com flexibilidade reduzida.

- Composição química: as especificações de cada um os coloca em classificações diferentes, seja na parte química quanto na mecânica.

- Extremidade: lisa, com rosca ou chinfrada. Cada uma, de acordo com o seu projeto, claro, mas vale ressaltar que embora fáceis de instalar, as com rosca e as chanfradas possuem risco maior de vazamento, com relação aos tubos com extremidade lisa.